CENTRAL NACIONAL DE VENDAS: 4020-3852 (disque a partir da sua cidade)
CENTRAL DE ATENDIMENTO AO CONVENIADO: 4007-2851

O que fazer com as cinzas após a cremação?

O destino das cinzas do ente querido é um momento que ficará marcado para sempre na memória da família

O que fazer com as cinzas após a cremação?

 

Após a cremação, surge uma dúvida muito comum aos familiares: o que fazer com as cinzas?

Essa decisão é algo difícil para as famílias e por meio dela desencadeiam inúmeras outras dúvidas como: colocá-las em uma urna? Transformá-las em uma árvore? Fazer uma joia? Jogar em um rio ou no mar?

São inúmeras as opções sobre o que fazer com as cinzas do seu ente querido.

Muitas pessoas informam para suas famílias onde querem que suas cinzas sejam depositadas.

No entanto, outras não deixam essa informação e fica a critério da família decidir o que fazer com elas.

Para te ajudar com esta decisão, listamos algumas dicas do que fazer com as cinzas do seu ente querido após a cremação.

Manter em um lugar sagrado

A Igreja Católica já não proíbe mais os seus fiéis de optarem pela cremação, no entanto, é proibido que as cinzas sejam lançadas em rios ou no mar.

A igreja defende que as cinzas devem ser mantidas em locais sagrados como nas igrejas ou em cemitérios.

Em raríssimas exceções, as cinzas são levadas para casa. Somente nos casos em que o falecido foi morto em guerra ou em locais onde não existem cemitérios para realizarem o sepultamento.

Transformar as cinzas em árvores

Muitas pessoas mantém a crença que após a morte ocorre a modificação do espirito, com isso, uma forma de homenagear o ente querido e representar essa passagem da morte para vida, é fazer uso de uma urna biodegradável.

Quando a urna é enterrada, inicia-se o ciclo de crescimento da árvore, com isso, as famílias poderão acompanhar a evolução deste ciclo.

A utilização de urnas biodegradáveis tem um simbolismo e representa a passagem da morte para a vida. Muitas famílias têm em vista o meio ambiente e o retorno à natureza.

Espalhe-as no mar

O ato de espalhar as cinzas do ente querido no mar, está associado à sensação de liberdade ou o gosto pela natureza.

Com o aumento da procura pela cremação e o aumento do número de pessoas que decidem jogar as cinzas no mar, algumas empresas desenvolveram as urnas hidrossolúveis.

Essas urnas são feitas de argila, com isso, quando entram em contato com a água em pouco tempo ela dilui, não sendo agressiva com o meio ambiente.

Fazer uma tatuagem

Uma opção mais radical é optar por fazer das cinzas uma tatuagem, como um novo método que vem chamando a atenção no Canadá.

Apesar de ser uma prática nova, ela já está ganhando muitos seguidores em todo o país. As cinzas são misturadas com a tinta e aplicada no corpo.

Antes da aplicação, elas devem passar por um processo de esterilização com o objetivo de não causar danos à saúde do tatuado.

Contudo, o Ministério de Saúde do Canadá, não recomenda o uso dessa prática por considerar um método arriscado.  

Mandar as cinzas para o espaço

Uma empresa norte-americana desenvolveu um método que permite mandar as cinzas do ente querido falecido para o espaço.

Apesar do serviço ser mais utilizado pelos americanos, russos e japoneses, existe uma empresa brasileira que também realiza este procedimento.

Mandar as cinzas para o espaço é uma forma carinhosa de homenagear a memória do ente querido, em especial aos que possuíam paixão pela astronomia, astrologia ou ficção cientifica.

Espalhar por diversos lugares

Muitos familiares optam por espalhar as cinzas após a cremação em vários lugares.

Em sua grande maioria, as cinzas são espalhadas nos lugares em que o falecido costumava frequentar - como parques, ruas ou até mesmo estádios, para aqueles torcedores fanáticos por algum time.

Armazená-las em casa

Outra opção diferenciada é armazenar as cinzas em casa.

Algumas famílias espalham por entre os jardins da casa ou as deixam na própria urna como enfeite na sala.

Independente de onde as cinzas forem armazenadas ou espalhadas, o mais importante é sempre guardar as boas memórias da pessoa falecida.

Muitas pessoas acreditam que o simbolismo de espalhar as cinzas, transformá-las em algum objeto ou até mesmo tatuá-las seja uma forma de expor suas emoções, como uma espécie de suporte para superar a dor da perda.

Se por um lado, o sepultamento tradicional traz uma mensagem mais dolorosa da despedida, do outro, a cremação é vista como um rito diferente que proporciona uma forma mais tranquila para encarar de fato a eterna despedida.

Desejo de cremação

Para as pessoas que tem o desejo de serem cremadas, é importante que elas preencham um formulário chamado Declaração de Vontade.

O documento deve ser lavrado em cartório para ter validade.

Outra opção para quem quer ter seu desejo assegurado, é a contratação de um plano funerário, de preferência com cremação inclusa.

Assim, você poderá ter assegurado o seu direito em relação a cremação, observando também que todos os seus familiares contarão com o apoio de uma empresa especializada em serviço funerário durante um momento delicado de despedida.

 



Você deseja conhecer nossos planos? Preencha o formulário abaixo!

DEPOIMENTOS

Nossos clientes falam por nós: somos reconhecidos pela excelência no atendimento e prestação de serviços de forma humanizada.

Ver todos os depoimentos

NOSSOS PARCEIROS

Conheça nossa ampla rede credenciada em todo o Brasil.