circle loading page Aguarde...
CENTRAL NACIONAL DE VENDAS: 4020-3852
CENTRAL DE ATENDIMENTO AO CONVENIADO: 0800 024 1150

Quer economizar na hora que sua família mais precisa?

Clique aqui

O que é luto patológico e como superar

Saiba quando o luto vira doença e quais os tratamentos para voltar à vida normal

Mulher sofrendo de luto patologico

Como surge o luto patológico

Normalmente, após a perda de um ente querido ou algum outro evento traumático, todos passamos por um processo de luto padrão, um período de  choque e tristeza, e a aceitação geral da morte pode ser extremamente difícil de ocorrer, para muitas pessoas.

Entra-se no que se conhece como luto patológico, quando a resposta à perda de alguém ou algo torna-se doença.

Quais são os sinais do luto patológico?

O transtorno do luto patológico  é geralmente descrito como um processo de luto prolongado que não melhora com o tempo

Todos já ouvimos a frase: "As coisas melhoram com o tempo." Às vezes, isso pode ser verdade, mas pode ser exatamente o oposto para muitas pessoas lidando com o luto.

Tipos de Luto Patológico

Para entender o luto patológico, precisamos compreender que existem diferentes fases e tipos. Os tipos de luto patológico incluem:

  • Luto crônico
  • Luto inibido
  • Luto retardado
  • Luto atípico

Luto Patológico e Depressão

São distúrbios diferentes, mas um pode certamente afetar o outro. O luto patológico pode ou não virar depressão. E são sintomas muito próximos.

Mesmo que você tente esconder seu desespero, os sintomas são muito óbvios. É muito parecido com entrar em depressão. 

Os sinais de alerta são difíceis de serem evitados. Falta de sono, perda de apetite, perda de peso, falta de interesse em atividades cotidianas, esses sintomas se enquadram tanto no luto patológico quanto na depressão.


Luto Patológico X Abuso de Álcool e Drogas

Muitas vezes, o luto pode ser um gatilho para o uso de drogas ou álcool. Isso é especialmente verdadeiro se você já estiver em risco de adicção. Muitas pessoas em recuperação podem sofrer um retrocesso devido a uma perda pessoal e ao luto. É um evento com altíssimo índice de recaída.

Há pessoas, inclusive, que só suportam ir ao funeral do ente querido sob efeito de droga e álcool.

Como é diagnosticado o luto patológico?

Obter o diagnóstico correto para transtornos patológicos do luto pode ser um bom ponto de partida para trabalhar em suas questões. E nem sempre é fácil, pois envolve muitas variáveis, entre as quais:

  • Intensa dor emocional: tristeza profunda e prolongada, muitas vezes acompanhada por sentimentos de desesperança e vazio.
  • Negação persistente:  dificuldade em aceitar a realidade da perda e pode continuar a negar que ela ocorreu, mesmo quando confrontada com evidências claras.
  • Raiva excessiva ou amargura: raiva intensa em relação à pessoa falecida, a outras pessoas ao seu redor ou até mesmo a si mesma.
  • Isolamento social: afastar-se de amigos, familiares e atividades sociais, preferindo se isolar e evitar interações.
  • Dificuldade em realizar atividades diárias: o luto patológico pode interferir nas atividades cotidianas, como trabalho, estudo, cuidados pessoais e sono.
  • Pensamentos intrusivos sobre a perda: a pessoa pode experimentar pensamentos persistentes e intrusivos sobre a pessoa falecida ou sobre a maneira como ocorreu a perda.
  • Dificuldade em seguir em frente: dificuldade em encontrar um sentido ou propósito na vida após a perda e pode ficar presa no passado, incapaz de avançar.


Grupos de risco

Tratar o luto é um processo pessoal que é tratado de forma singular. Todos temos um processo diferente. Existem alguns grupos de risco mais expostos. como os propensos à depressão e à ansiedade, pode estar mais em risco de tornar-se doente devido à perda. O abuso de substâncias é outro grande gatilho, como já dito acima. 

Luto Complexo X Trauma

Definitivamente, existe uma relação entre o luto complexo e traumas psicológicos, notadamente o estresse pós-traumático, quando a perda deriva de acidentes repentinos, violência ou em casos inesperados, como morte de jovens e crianças, por exemplo.

Transtorno  do Estresse Pós-Traumático

O TEPT caracterizado pela dificuldade em se recuperar depois de vivenciar ou testemunhar um acontecimento assustador.

A condição pode durar meses ou anos, com gatilhos que podem trazer de volta memórias do trauma acompanhadas por intensas reações emocionais e físicas.

Tratamento do Luto Patológico

A cura do luto patológico inclui diferentes tipos de psicoterapia, bem como medicamentos para tratar os sintomas. Deve ser acompanhado por psicólogos e psiquiatras, se necessário.
 

Plano Funerário Familiar

Garanta um futuro tranquilo para sua familia com o melhor plano funarário do Brasil, Completo, Sem custos adicionais.

Ao clicar em “Quero mais informações”, você confirma que seus dados estão corretos e concorda com a Política de Privacidade.